Arquivo da categoria: Sem-categoria

Day n Nite

Hoje eu vi essa arte.

Do Fabio, que prefiro chamar de Farraj (e acho que ele também). Assim que bati os olhos, vi o dia e a noite. Traduzindo…:

1. Cara abre os olhos.
2. Levanta
3. Veste a roupa (calça cinza, camisa vermelha e gravata preta)
4. Sai pra jantar com uma garota
5. Dança com ela.
6. Volta pra casa de carro (frente do carro)
7. Um sorriso de boa noite com a lua nos olhos.

FIM.

1 comentário

Arquivado em Sem-categoria

Rafito versus Venus

– Vamos conversar?

– Não.

– Eu tô sem sono, conversa comigo.

– Só porque você está sem sono, não quer dizer que o resto do mundo está na mesma.

– Você é chato pra caralho!

– Deus é chato! Eu sou apenas o filho dele.

– Lá vem você com essas merdas sobre Deus.

– Ok, não quer falar sobre isso, então vai dormir.

– Vamos falar sobre sexo.

– Deus, não! Não estou pronto pra saber suas bostas sexuais. Você é minha irmã.

– Ain, que fofo!

– É, sério, chega!

– Você tem algum fetiche?

– Oh, meu Deus!

– Eu tenho, eu gosto de…

– Cala a boca! Ter conhecimento que você já teve alguém dentro de você já é perturbador o bastante!

– Então me fala o seu fetiche!

– Mulher.

– E?

– É isso.

– Nossa, eu quero saber um fetiche legal.

– Tipo?

– Sei lá, chapéis, sapatos…

– Chapéis e… sapatos?

– É, sabe?

– Eu nunca transaria com sapatos ou chapéis.

– É, faz sentido. Eu gosto de bundas masculinas.

– Jesus!

– É!, gosto delas bem redondas e malhadas.

– Meu Deus, pare! Estou tendo uma ereção.

– Você devia malhar a sua.

– Nem te ouvi.

– Machista. Mulheres tem o direito de gostar de bunda.

– Isso não quer dizer que irei à academia malhar meus glúteos.

– Devia.

– Qual é o problema com minha bunda?

– Não disse que havia um.

– Deus, vá dormir e tire meu rabo da sua boca.

– Ok.

– Aleluia.

– Eu já transei na sua cama.

1 comentário

Arquivado em Sem-categoria

Dinheiro pode comprar tudo?

Infelizmente estive errado por um bom tempo. Sempre fantasiei que dinheiro podia comprar tudo, mas não é verdade.

Mas não seus idiotas, não vou dar aquele discurso nojento dizendo que dinheiro não pode comprar amor, amizade e felicidade! FUCK THAT SHIT! Ok? Eu ainda tenho bolas!

Dinheiro pode sim comprar tudo isso e muito mais. Só tem uma coisas que dinheiro não pode comprar! Bom Senso!

Vamos olhar para o Faustão.

Esse porra tem grana. Mas não é aquele “tenho grana pra ter uma casa no bairro dos Jardins em São Paulo e trocar de carro todo ano”. Ele tem grana tipo “se eu incomodar meu vizinho com meu barulho, eu compro a casa dele e a família dele”.

Vocês já viram a mulher dele? Aquela mulher é muito bonita e gostosa pro gordão e ainda o ama, e com isso ele deve ser feliz pra caralho! Mas mesmo assim ele não tem a decência de usar uma roupa que caia bem no seu corpo nojento de colchão amarrado. Sem bom senso ALGUM do quão ridículo ele fica usando camisetas de jovens. Será que os patrocinadores acham mesmo que alguém vai querer usar ECKO ao ver aquele saco de merda usando a marca?

Outro exemplo é a Senhorita Britney Spears.

À algum tempo, Britney, você estava no topo das paradas e era uma das cantoras pop mais quentes do mundo. Tirando a Barbie, você era o que toda garota estúpida (na maioria branca) queria ser: “Uma branquela gostosa sem talento que não canta, Rafito?”. MMmmm YES! MAS que fazia 6 milhões de dólares por mês. O QUE??????? Wow, Britoca, você está fazendo um ótimo trabalho pra você mesmo, comprou carros, mansões e quase todo luxo que o dinheiro pode comprar. Com tudo, tem algo que você esqueceu de colocar na sua lista de compras de Natal. “BOM SENSO”. Desculpe, mas você não vai poder abrir uma conta no PagSeguro e comprar bom senso no Mercado Livre. Eles não vendem mais essa merda.

Se você tivesse comprado, talvez seu primeiro casamento com Jason Allen em 2004 não teria durado a porra de 55 horas. E pior, não teria se casado com um branquelo metido a Vanilla Ice do guetto e dançarino de segunda mão chamado Kevin Federline que nem diploma do colegial tem. Fora que nem estou citando que você perdeu a custódia dos seus filhos praquele monte de bosta que mal sabe ler um livro de colorir. E nem vou citar o corte de cabelo que você adquiriu na época, que por acaso, eu adorava.

Dado esses exemplos, estou salvo a dizer que é 99% certo que dinheiro não compra Bom senso.

Deixe um comentário

Arquivado em Comedy, Fucking Life, Sem-categoria

Are you Ready?

I dont think so!

Deixe um comentário

Arquivado em Sem-categoria

Sou um cachorro sem sentimentos

Será que há outro modo de vida onde eu poderia não odiar tudo que circula a minha volta? Não tente responder, provavelmente vou odiar sua resposta. Do mesmo jeito que odeio tudo em você e em todos a sua volta e em tudo que existe. Do mesmo jeito que odeio meu quarto, minha casa, meu bairro, essa cidade capitalista nojenta em que o dinheiro manda nos habitantes como se as notas fossem biscoitos-scooby e nós fossemos cachorros.

Também sou um canino, mas sou diferente, não me iludo com biscoitos, não quero ser treinado pelo sistema, não quero fazer parte disso, não gosto de nada disso. O único sentimento que tenho por tudo isso é o desprezo. Cadelas tentando de qualquer modo fazer uma vida legal e no final do dia tudo é apenas uma casa confortável e um osso pra roer de vez em quando. Desprezo por cachorros treinados no intuito de “performar” para o homem branco e entretê-lo. Pra quê? Apenas por um osso no final do dia.

Sou um cachorro, às vezes pior aos que cito aqui. Como posso odiá-los por fazer de tudo por osso sendo que, infelizmente, também o faço? Não me esforço em “performar” como alguns, mas isso não justifica. Como posso odiar os machos da minha espécie por “farejar” as partes intimas das fêmeas com os olhos sendo que também adoro seu perfume?

Adoro ser cachorro, não tenho um deus, não tenho consciência. Pra que me serviria tal coisa? Regras da sociedade? Regras culturais? Pra quê? Para não corromper uma sociedade que já está corrompida a tanto tempo? Não quero ter consciência, quero mijar em cada canto de rua, marcar território, sem medo, sem olhar pra trás, é assim que a vida deve ser vivida.

Não tenho sentimentos nem por mim, pior pelo resto. Sentimentos só me levariam para uma carrocinha cheia de iguais a mim e lá seria o “lar”. Os outros eu chamaria de família e viveria feliz para sempre. Acorde, o lar familiar é uma prisão. Sentimentos não me levariam a lugar algum onde vários já não se encontram.

PS: Não é meu estilo de escrita, fiz isso pra uma aula de Redação.

1 comentário

Arquivado em Sem-categoria

Paixões do Homem!

Os homens manifestam um amor forte por 3 coisas em sua trajetória chamada: VIDA. E uma delas são os ….

blogp

1. DOCES

Quando somos mulecotes tudo gira em torno de doces. Balas, chocolates, chicletes, sorvete, e tudo que nossas mães diziam que estragaria os dentes se comermos em excesso.

Ficávamos maravilhados com bombonieres, com um típico olhar de cachorro em frente de uma churrasqueira com carne. Conseguíamos ficar uns 5 minutos sorrindo com um doce na boca, ou apenas só pensando em comer um. DOCE era o nosso Deus, nossa religião, nosso objetivo e motivo de vida.

E compartilhávamos com nossos amiguinhos só se tivéssemos em abundância. Se não era briga na certa!

Doce era tipo nossa droga, vocês estão ligados, né? Fazíamos tudo por doce! Nossas mamães nos compravam com doces e nos calavam com doces. Como é que diabos elas queriam que crescêssemos e evoluíssemos como adultos decentes, sendo que desde pequenos nos ensinam como subornar? E de crianças inocentes que só querem um docinho? Por isso que respeitamos nossos pais, eles são tipo os vilões!!

“HAHAHAHA FAÇA ISSO SE NÃO EU NÃO TE DOU DOCEEEE!!!” *Voz da Cuca do Sítio do Pica-Pau amarelo*

E não era só as nossas mães, nossos amiguinhos pediam pra nós fazermos maldades com outros por balas, tocássemos campainhas, batíamos em cachorros, ficávamos nus e corríamos gritando POWER RANGERSSS :$. Tudo isso por doce! Compravam até nossa amizade, lembram? “Ahh, Rafa, se você não for mais amiguinho do Vandinho eu te dou essa bala”. Eu nem hesitava! Figia que nem conhecia e às vezes rolava até um empurrão no Vandinho, tadinhho.

Horrível eram as regras ridículas que nossas progenitoras impunham para nós, pobres pequenas criaturas. Regras que odiávamos e que com certeza muitos lembram até hoje por serem insuportavelmente traumatizantes.

1a. “Não coma muitos doces”.

FUCK THAT SHIT! Essa regra por mais chata era a mais fácil de conseguir cumprir, porque nossas fontes de capital para adquirir doces vinham dos mesmos que impunham essas regras. Mas se conseguíssemos 2 reais em um dia era tudo que queríamos comprar. DOCES! TUDO EM DOCES!!! E nenhuma criança comprava 2 reais em balas, chicletes, chocolates e outros, e conseguia não comer tudo de uma vez!!!

2a. “Escovar os dentes depois de comer doces”

Shiiiiiiittt!!! Qual é a graça de comer aquela balinha que gruda nos dentes e não poder ficar tentando tirá-la e ao mesmo tempo ficar degustando o seu açúcar? É como dar uma costela pra um cachorro e não deixá-lo roer o osso! Horrível!

3a. “Não comer doce antes do almoço ou da janta!”

Essa regra era a pior, porque às vezes elas compravam um chocolate para nós às 11h00 e o almoço só sairia as 12h00. Ou seja, iríamos adquirir aquela coisa deliciosa só depois de 2 horas! É tortura emocional virado no IRAQUE!!! Era que nem o Kiko do Chaves, o bochechudo ficava comendo um sanduíche de presunto bem na frente do Chaves e não o oferecia uma única mordida pro coitado.

Lembra quando sua mãe te colocava na mesa pra almoçar e você estava sem vontade de comer, e ela sabia que você tinha estragado o seu precioso apetite por causa dos deliciosos doces? Lembra que ela empurrava a porra da comida guela abaixo só pra te punir? E depois te dava uns tapas ou só uns sermões pelo ocorrido? Horrível, né? Mas isso era quando você era criança, hoje em dia não mais.

Mas pensando nisso, sabe o que vou fazer amanhã? Vou comer muitas balinhas e chocolates mais ou menos umas 11h00 e estragar o meu apetite!! Éééééé!!! RBD na veia!!!! E digo mais, vou ligar pra minha véia e dizer: “Mãe, acabei de comer um monte de doce e FUDER com o meu apetite e você não pode mais fazer NADA sobre isso!”

Façam isso também só de VINGANÇA!!!

HAHHAHAHAHAHAA *Mun-Ra’s Voice*

PS: Próximas paixões em breve.

3 Comentários

Arquivado em Comedy, Fucking Life, Sem-categoria

Hora do Youtube:

O vídeo é sensacional. MAS… agora eles tem que mostrar quantos takes eles fizeram pra acertar as bolas.

Essa última bola é simplesmente fucking incrível!

 

FAIL:  Você sabe quando as coisas vão ser uma merda quando uma garota decide dançar Beyonce com uma mascara de palhaço.

Ri muito aqui no trampo, pqp!!!!

Deixe um comentário

Arquivado em Sem-categoria